G1 – Exército fará limpeza de museu atingido por cheia em Porto Velho – notícias em Rond ônia

http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2014/06/exercito-fara-limpeza-de-museu-atingido-por-cheia-em-porto-velho.html

Exército fará limpeza de museu atingido por cheia em Porto Velho

Galpão do Museu Histórico da Estrada de Ferro Madeira Mamoré coberto por terra da cheia do Rio Madeira (Foto: Gaia Quiquiô/G1)Galpão do Museu Histórico da Estrada de Ferro Madeira Mamoré coberto por terra da cheia do Rio Madeira (Foto: Gaia Quiquiô/G1)

O Exército junto à Prefeitura de Porto Velho fez um levantamento nesta quarta-feira (5), sobre a situação dos galpões e das peças do museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, para iniciarem trabalho de limpeza no patrimônio histórico. O objetivo é priorizar a retirada da lama acumulada do local para iniciar a restauração das peças, reforma dos galpões e revitalização de toda a área atingida pela cheia do Rio Madeira.

O Major da 17ª Brigada do Exército, Alberto Ramos, informou que contará com uma equipe do Batalhão de Engenharia de Construção do Ministério do Exército (5º BEC) para retirar toda a terra que está acumulada dentro dos galpões na Estrada de Ferro. Segundo ele, esse trabalho deve ser feito com muito cuidado, principalmente no galpão onde estão várias peças históricas que não puderam ser retiradas no início da enchente. “Acredito que na semana que vem iniciaremos o trabalho de limpeza junto”, declarou o major.

O museólogo Ocampo Fernades deve acompanhar todo o trabalho do exército. “Depois de retirar a terra, as peças serão lavadas e restauradas. Muitas peças estão muito enferrujadas e o trabalho deve ser minucioso”, disse Ocampo, que ressaltou a importância em priorizar a limpeza do museu histórico.

Peças do museu alocadas embaixo de uma tenda do artesanato da Feira do Sol (Foto: Gaia Quiquiô/G1)Peças do museu alocadas embaixo de uma tenda
do artesanato (Foto: Gaia Quiquiô/G1)

Além das peças que estão dentro do galpão, mais de 30 peças também estão alocadas embaixo de uma das tendas de artesanatos da Feira do Sol, que foi transferida para o estacionamento do Prédio do Relógio, em frente a praça da Madeira-Mamoré. A coordenadora do espaço de artesanato informou que as peças serão mantidas armazenadas pela feira até serem levadas para o museu da Estrada de Ferro.

A Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb) continua com a limpeza na Praça Madeira-Mamoré, na Feira do Produtor e arredores do Porto Cai N’água, no Bairro Mocambo. Com a retirada da lama acumulada pela enchente, as vias estão sendo liberadas para acesso de veículos e, segundo a Semusb, os feirantes devem voltar para o antigo local até domingo (8).

Enviado via iPad

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.