Prédio da antiga administração da EFMM será revitalizado para ser Casa do Turista de Por to Velho

Antiga administração da Madeira-Mamoré, prédio será revitalizado com recursos orçados em R$ 1,6 milhão do Pidise e do governo do Estado

Antiga sede administrativa da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, o “Prédio do Relógio” será transformado na” “Casa do Turista”. O projeto arquitetônico foi entregue na semana passada pelo Deosp (Departamento de Obras e Serviços Públicos) ao superintendente estadual de Turismo, Júlio Olivar, que anunciou a revitalização do sobrado construído na esquina das ruas Sete de Setembro com Farqhuar, no centro histórico de Porto Velho.

A revitalização do prédio custará R$ 1 milhão, proveniente do Pidise/BNDES e o governo já garantiu outros R$ 600 mil para a compra de mobiliário.

O prédio do Relógio faz parte do sítio da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré tombado como Patrimônio Histórico Nacional pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Nas obras de revitalização, a fachada do prédio, que lembra uma locomotiva, será preservada.A Casa do Turista terá dispositivos de acessibilidade e espaços para convivência, com jardins e exposições nas três laterais externas, com o afastamento das grades de proteção do estacionamento.

Na parte térrea, no interior do imóvel, serão implantados o MIS (Museu da Imagem e do Som), a cafeteria “Café do Velho”, loja de artesanato, CAT (Centro de Atendimento ao Turista) e espaço para exposição de artes. No pavimento superior, ficarão as instalações administrativas da Setur.

O Prédio do Relógio foi inaugurado há 63 anos pelo então governador Joaquim de Araújo Lima. A princípio, foi sede administrativa da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, depois serviu a outras entidades, a exemplo do extinto Beron (Banco de Rondônia).Com área de 1500 metros quadrados, o prédio tem concepção arquitetônica criada pelo arquiteto Armando Costa, do Rio de Janeiro, e foi baseada em uma locomotiva estilizada. A última reforma do imóvel ocorreu em 2000.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.