EFMM para todo o Brasil. Canal VIVA reestreia a minissérie “Mad Maria”

viva.jpg Em setembro, além da estreia da novela “A Próxima Vítima”, o Viva também programou a volta da minissérie “Mad Maria”. A produção retrata a incrível construção da impossível Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), entre 1907 e 1912 e foi exibida pela Rede Globo entre 25 de janeiro e 25 de março de 2005 em 35 capítulos. A minissérie foi escrita por Benedito Ruy Barbosa, com direção de Ricardo Waddington, baseada no romance homônimo de Márcio de Souza. No elenco nomes como Antônio Fagundes, Priscila Fantin, Fábio Assunção, Ana Paula Arósio, Tony Ramos, Cássia Kiss, Fidelis Baniwa, Cláudia Raia e Juca de Oliveira nos papéis principais.

2zqc7eo.jpg
Tony Ramos e Priscila Fantin em “Mad Maria”
Divulgação/Rede Globo
Entre os anos de 1907 e 1912, no coração da inóspita selva amazônica, mais de 20 mil trabalhadores de 50 nacionalidades constroem a estrada de ferro Madeira Mamoré (EFMM), sob o comando do empreendedor americano Percival Farquhar (Tony Ramos). A ferrovia atende a interesses políticos e comerciais de autoridades nacionais e estrangeiras, e contempla cláusulas do Tratado de Petrópolis, firmado com a Bolívia. Como legado, garante a fronteira com o país vizinho e permite a colonização de vastas áreas da Amazônia a partir de Porto Velho e Guajará-Mirim, cidades fundadas pela EFMM. Indo contra os interesses de Farquhar, está o ministro Juvenal de Castro (Antônio Fagundes), amigo pessoal do então presidente da República, o marechal Hermes da Fonseca (Othon Bastos). Planejando derrubar o ministro e tirá-lo do seu caminho, Farquhar descobre o romance extra-conjugal de Castro com a jovem Luísa (Priscila Fantin), e tira proveito desse segredo.

Enquanto isso, na Amazônia, o engenheiro inglês Stephan Collier (Juca de Oliveira) comanda com mãos de ferro a construção da ferrovia, liderando um enorme grupo de homens de todo o mundo, indispostos entre si, no meio de uma floresta selvagem, ameaçados por toda a sorte de infortúnios, principalmente doenças.
A mudar este panorama, está a chegada de novos personagens: o Dr. Finnegan (Fábio Assunção), um jovem médico idealista que bate de frente com a autoridade de Collier; e a bela Consuelo (Ana Paula Arósio), encontrada na floresta entre a vida e a morte após o naufrágio do barco onde viajava com seu noivo.

“Mad Maria” estreia dia 09 de setembro, sucedendo “A Casa das Sete Mulheres”, às 23h15 no Viva. 22h15 horário de Porto Velho.

Enviado via iPad

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.